Kent Walker, vice-presidente sênior do Google, criticou a empresa de tecnologia Microsoft, dizendo que a empresa estaria “disposta a quebrar o modo como a internet aberta funciona, para minar um rival”, Além de chamar a empresa de “oportunista”.

Essa situação começou com uma briga m meio às discussões sobre motores de busca pagarem ou não as empresas de comunicação pela exibição de conteúdos noticiosos em seus resultados.

Quando a Google resolveu ir de frente com o governo da Austrália por conta de uma lei que seria implementada no país na qual grandes empresas de tecnologia seriam obrigados a pagarem pelas notícias.

O que fez a Microsoft levar a crítica e ser chamado de “oportunista” pelo Google, foi seu apoio às reinvindicações da Austrália.

VEJA TAMBÉM: BANCOS DIGITAS E GOOGLE EM PARCERIA VISAM INOVAR O MERCADO FINANCEIRO

SAIBA MAIS SOBRE O DESENTENDIMENTO ENTRE GOOGLE E MICROSOFT

Foi divulgada uma carta em fevereiro na qual estava intitulada “Microsoft apoia proposta do governo australiano sobre mídia de notícias e plataformas digitais”.

Foi afirmada pela empresa: “Uma coisa está clara que enquanto outras empresas de tecnologia podem, às vezes, ameaçar deixar a Austrália, a Microsoft nunca fará tal ameaça. Apreciamos o que a Austrália significou para o crescimento da Microsoft como empresa, e temos o compromisso de apoiar a segurança nacional e o sucesso econômico do país”.

Essa carta foi assinada pelo presidente da Microsoft Brad Smith, o que fica como uma indireta bem clara de que ele se referia a Google ter ameaçado bloquear o site de busca no país se a legislação não fosse retirada.

Walker vice-presidente sênior do Google respondeu a carta dizendo que reconhece a Microsoft como rival em diversos universos nos quais elas competem, mas acredita que o posicionamento feito na carta foi um ataque a ele com fundamentos de interesses próprios.

Suas palavras foram: “Respeitamos o sucesso da Microsoft e competimos arduamente com eles em cloud computing, buscas, videoconferência, e-mail, aplicações de produtividade e muitas outras áreas. Infelizmente, à medida que a competição nessas áreas se intensificam, eles estão recorrendo ao seu familiar guia para atacar rivais e fazer lobby por regulamentações que beneficiam seus próprios interesses”.

VEJA TAMBÉM: GOOGLE SOFRE INSTABILIDADE GMAIL FICA FORA DO AR

O MOTIVO POR TRÁS DA RIVALIDADE ENTRE AS EMPRESAS

Como já abordado anteriormente as duas empresas competem entre muitos serviços, são duas empresas grandes, de muito sucesso e ganhos significativos, apenas de parecerem empresas com finalidades distantes notamos que ambas competem diretamente, mas existe a rivalidade e concorrência.

O que foi relatado é que uma das empresas quer derrubar a outra o que isso ultrapassa o limite de concorrência e passa a ser sim uma rivalidade e talvez seja por isso que a Google a chamou de oportunista.

Para Walker a rival estaria atacando a empresa como uma forma de também minimizar os danos à reputação da empresa após o ataque hacker à SolarWinds.

Afirma dizendo: “A Microsoft foi alertada sobre as vulnerabilidades em seu sistema, sabia que estavam sendo exploradas e agora está gerenciando os danos, enquanto seus clientes lutam para recolher os pedaços do que foi apelidado de ‘O grande roubo de e-mails’. Então, talvez não seja surpreendente vê- los tirando a poeira do velho e divertido livro de estratégias contra o Google (Scroogled).” FM Whatsapp atualizado aqui

Parece que a confusão foi sério com direito a respostas, mas o que acontece por trás é a perda de muito dinheiro com relação a concorrência de serviços entre as duas empresas. Play Store Pro Happy Mod aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui